Como Participar

O Instituto Tempo é Vida – ITEV, acreditamos no ser humano de poder transformar das idéias para construir uma nova visão do mundo para todos, junte-se a nós, não importa como e o quanto possa contribuir. O importante é participar deste esforço cooperativo.

Você pode colaborar individualmente (pessoa física) ou institucionalmente (pessoa jurídica). Criamos algumas formas de apoio ao Instituto Tempo é Vida – ITEV, de acordo nosso Estatuto e Regimento Interno, escolha aquela que melhor corresponde ao seu perfil e faça parte do Instituto.

Faremos juntos o desenvolvimento sustentável, promovendo e divulgando conhecimentos técnicos e científicos, com tecnologias alternativas, para uma qualidade de vida melhor do cidadão e cidadã brasileiro.

Cadastra-se como Sócio Contribuinte e contribua financeiramente para a manutenção do Instituto, e como Sócio Ativo solicita a sua inclusão no quadro social da Associação.

Segundo o Estatuto, Art.6°, inciso III e V, O Sócio Contribuinte, é a pessoa física ou jurídica que auxilia no sustento financeiro do ITEV, e Sócio Ativo, é aquele que solicita por escrito a sua inclusão no quadro social da associação e que esteja em dia com as contribuições ordinárias definidas pelo regimento interno.

Para ser Sócio Contribuinte, você poderá contribuir de forma livre, escolhendo o valor, o dia de pagamento e a periodicidade de sua contribuição, considerando o valor mínimo de mensal de R$ 25,00 para pessoas físicas e de R$ 100,00 para pessoas jurídicas.

A periodicidade poderá ser mensal, bimensal, trimestral, semestral, ou anal. Poderá receber o boleto para pagamento via e-mail ou pelo correio de acordo com sua comodidade.

Faça o download AQUI da ficha de Sócio Contribuinte e nos envie por email.

Faça o download AQUI da ficha de Inclusão no quadro social do Instituto e nos envie por email.

Você pode se tornar Parceiro ou Apoiador do Instituto Tempo é Vida – ITEV, compartilhando, participando ou contribuindo especificamente para um fim, um de nossos projetos, um produto, uma atividade, um evento, um curso, a própria manutenção da organização, entre outros e das seguintes formas:

• Prestação de serviços tais como de comunicação, marketing, jurídico, médico, informática, administrativo, financeiro, gráfico e outros;

• Troca de informações, conhecimentos, experiências, pesquisas, e orientações;

• Doação de bens tais como mercadorias, produtos, equipamentos, móveis, aluguel de salas etc. e;

• Doação financeira.

A doação financeira pode ser realizada através de depósito em conta bancária:

Banco Itaú
Agência 1481
Conta Corrente 12354-3
Instituto Tempo é Vida - ITEV
CNPJ: 12.217.897/0001-99

O parceiro / apoiador poderá se tornar-se Sócio Honorário, Sócio Benemérito e Sócio Benfeitor. Veja os conceitos em cada um de os três tipos de acordo ao Art. 6°, inciso II;IV e VI do Estatuto.

II- Sócio Honorário: Pessoa física e jurídica que, a critério do conselho de administração, tenha prestado destacada serviços à entidade ou á coletividade, e que se tornam merecedores de tal distinção, inseto de qualquer contribuição

IV- Sócio Benemérito: Pessoa física que tenha, prestado benefícios á associação, na forma de donativos, doações ou serviços especiais e que, propostos pelo conselho diretor, tendendo aceito pela assembléia geral

VI - Sócio Benfeitor: Qualquer pessoa física ou jurídica nacional ou estrangeira desde que faça doações financeiras, equipamentos, serviços ou outros bens, cujo limite de valor será fixado pela diretoria

Você pode ser o patrocinador de um projeto, ou seja, adotar um projeto ao se responsabilizar financeiramente pelo mesmo. Um projeto poderá ter mais de um patrocinador, se assim ficar determinada a divisão em cotas de patrocínio.

O Instituto Tempo é Vida – ITEV, possui o Certificado de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de interesse público) concedido pelo Ministério da Justiça que faculta à pessoa jurídica a dedução de pagamento de tributos sobre doações.

Em caso de doação de recursos financeiros, segundo o parágrafo 2º, III, do art. 13 da lei nº 9.249/95 e da medida provisória nº 2.158-35 de 2001, pessoas jurídicas poderão deduzir até 2% do lucro operacional da empresa, caso adotem o regime de lucro real.

Nós queremos apoiar você em suas idéias, ou sugerir novas idéias e transformá-las em realidade. De acordo com suas possibilidades e seu perfil ou negócio, ajudaremos a encontrar o melhor projeto.

Nosso principal objetivo é promover o desenvolvimento sustentável.

Oferecemos nossos serviços e expertise para, juntos, construirmos o seu projeto em gestão Sustentável.

Você pode contribuir com seu trabalho voluntário que poderá ser realizado para diversos fins e de diferentes formas de dedicação.

Faça o download AQUI da ficha de Inscrição e nos envie por email.

Leia aqui a Lei do Voluntario:

Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos

LEI Nº 9.608, DE 18 DE FEVEREIRO DE 1998

Dispõe sobre o serviço voluntário e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Considera-se serviço voluntário, para fins desta Lei, a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade.

Parágrafo único. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza trabalhista previdenciária ou afim.

Art. 2º O serviço voluntário será exercido mediante a celebração de termo de adesão entre a entidade, pública ou privada, e o prestador do serviço voluntário, dele devendo constar o objeto e as condições de seu exercício.

Art. 3º O prestador do serviço voluntário poderá ser ressarcido pelas despesas que comprovadamente realizar no desempenho das atividades voluntárias.

Parágrafo único. As despesas a serem ressarcidas deverão estar expressamente autorizadas pela entidade a que for prestado o serviço voluntário

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 5º Revogam-se as disposições em contrário.

Brasília, 18 de fevereiro de 1998; 177º da Independência e 110º da República.

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO


Dúvida e Informações?

Estamos prontos pra sanar todas as dúvidas entre em contato agora mesmo.

Participe